16/08/2013

Recortes da Semana - Tudo aquilo que li e recomendo para você!


Tudo aquilo que li durante a semana estará aqui em forma de "Clipping" (recortes). Um apanhado de textos que, acredito, são importantes para o conhecimento dos meus leitores e seguidores. Curta, comente e faça também as suas recomendações!! Vou adorar saber sua opinião!

Pegando o gancho do Dia dos Pais e da discussão sobre a Licença Paternidade (PL879/11 que extende a licença paternidade para 30 dias), veja que legal esse vídeo: 

"Quando você se sentiu pai pela primeira vez?"


Veja também esse texto. Muito bom mesmo!!


E para quem não leu o meu post/reflexão para os dias dos pais, segue o link:



Professores e Escolas perpetuam o machismo, mesmo "sem querer", ao culpar única e exclusivamente a mãe pelo comportamento da criança!

“Quando a criança vai bem, a escola que é ótima. Quando vai mal, a culpa é da mãe”.



No texto de Amanda Vieira, publicado originalmente em 22/03/2013 no Blogueiras Feministasela fala da importância da redução de jornada para todos. Um assunto bastante “espinhoso”, mas já está mais do que na hora de trazê-lo ao debate.

“Para começar, trabalhar fora não é aquela opção entre sorvete de creme ou de chocolate. É entre comer o sorvete ou não comer! Trabalhar fora de casa, na nossa sociedade, é uma necessidade. Não é todo mundo que pode “escolher” trabalhar fora ou não...”



Novidades sobre o caso Marcelo Pesseghini. Sinceramente, desde o início, não me agradou a forma “super-hiper-mega” rápida com que a polícia tentou explicar o assassinato do casal de policiais, culpando o adolescente de 13 anos. Não que seja impossível que um jovem assassine sua família, pois não é, infelizmente, mas todo o caso estava demasiadamente estranho. Penso ainda que é impossível que alguém cometa suicídio e não fique pólvora em sua mão. Mas agora parece que a verdade está vindo à tona.


“O médico legista e professor da Ufal (Universidade Federal de Alagoas) George Sanguinetti, que ficou conhecido por refazer o laudo das mortes do casal Paulo Cesar Farias e Suzana Marcolino e apontar que eles foram assassinados em 1996, afirmou que o filho do casal de policiais militares paulistas Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini, 13, também foi assassinado junto com os pais.”


Política e religião: uma separação urgente e necessária. Estou trazendo novamente o assunto à baila porque não param de pipocar projetos que são verdadeiras aberrações sociais, como o Estatuto do Nascituro e Cura Gay (leia mais aqui e aqui), mas que tem ganhado apoio de partidos conservadores que, aliados à bancada religiosa, têm como reais interesses apenas o de "enriquecimento privado e fortalecimento dos seus organismos não­-governamentais privados que servem, na verdade, de fachada pra parasitar o erário público".

“São tempos difíceis, no que diz respeito às liberdades individuais e à garantia de direitos e cidadania. Para quem ousa contrariar a ordem patriarcal, branca, heteronormativa e elitista. Em entrevista com Jean Wyllys, podemos compreender mais a fundo como o fundamentalismo chegou e tem atuado em todas as esferas da política brasileira. Em um bate-papo franco e aprofundado, o jornalista, militante LGBT, ex-BBB e deputado federal pelo Psol denuncia a hipocrisia fundamentalista e aponta alguns caminhos possíveis para dias melhores.”

Leia a entrevista aqui.





Nota: Como eu disse no primeiro parágrafo deste post, a intenção é colocar aqui, todas as sextas-feiras (ou sábados), um resumão de tudo aquilo que li durante a semana e que recomendo a você, caro amigo e leitor. Mas isso dependerá do meu escasso tempo, ok? Por isso, peço desculpa antecipadamente por eventuais falhas na postagem. Prometo que farei o possível para atualizar este novo espaço.


Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Bom dia Janethe.
    Gosto dos seus textos porque você tem uma forma muito particular de descrever as coisas que vê. Dar uma apanhado geral nos assuntos da semana é uma excelente ideia. Atual, leve e com muita personalidade, é assim que vejo seu blog. Parabéns.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Graziela!!

    Seja sempre muito bem vinda aqui!!

    Bjs

    ResponderExcluir

Quando a última árvore cair, derrubada; quando o último rio for envenenado; quando o último peixe for pescado, só então nos daremos conta de que dinheiro é coisa que não se come".

(Índios Amazônicos)

Twitter Facebook Google+ Email More