14/01/2014

Quero explodir!


Não me caibo em mim... Quero explodir!!
Há tanta coisa... tanta vida em mim!
Mas estou aqui, trancada nos limites de um corpo que insiste em permanecer em um só lugar... enquanto minha alma quer voar.



[Janethe Fontes]





Nota: Ao repassar, por favor, mantenha a autoria.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Quando a última árvore cair, derrubada; quando o último rio for envenenado; quando o último peixe for pescado, só então nos daremos conta de que dinheiro é coisa que não se come".

(Índios Amazônicos)

Twitter Facebook Google+ Email More