19/03/2014

O que é a "Marcha da Família com Deus pela Liberdade"?


O que é a "Marcha da Família com Deus pela Liberdade", marcada para o dia 22 de março de 2014 (próximo sábado)?

Em minha humilde opinião, uma marcha fascista, onde pessoas usarão o nome de Deus para pregar o ódio, a intolerância e vários outros absurdos!

Seus idealizadores, além de pregar uma "intervenção militar" para combater a corrupção e (re)estabelecer a "ordem e a justiça", pregam a homofobia e carregam histórico de ameaças de morte.

Basta fazer uma pesquisa boba na internet para ver que o período militar foi um dos mais corruptos do Brasil. E quem se atrevia a questionar era preso e, muitas vezes, assassinado!

A original em 1964, levou às ruas mais de um milhão de pessoas com o intuito de derrubar o governo Goulart. A Atual pretende fazer percurso semelhante e foi convocada pelas redes sociais, recebendo apoio de lideranças evangélicas.




Saiba mais

A marcha do retrocesso

Na contramão da história, defensores da volta dos militares ao poder convocam a população para a reedição da Marcha da Família com Deus

Por Alan Rodrigues

O filósofo alemão Karl Marx (1818-1883) dizia que a história se repete como tragédia e, depois, como farsa. A tese de Marx poderá ser consagrada no Brasil nos próximos dias. Às vésperas dos 50 anos do golpe militar, grupos de extrema-direita estão organizando para o sábado 22 o ato: “Marcha da Família com Deus II – O Retorno”. A manifestação é uma tentativa da reedição da passeata que, em 19 março de 1964, reuniu mais de 500 mil pessoas no centro da capital paulista contra o governo do presidente João Goulart (1919-1976). Organizada à época por setores conservadores da sociedade, empresários e donas de casa, a revolta dos paulistas era uma resposta às reformas de base do governo Jango, como era conhecido o presidente Goulart, que previam medidas econômicas e sociais de caráter nacionalista, com uma maior intervenção do Estado na economia. As mobilizações, que ficaram conhecidas como “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, um misto de protesto com procissão católica, antecederam o golpe militar de 1964, que, poucas semanas depois, abriu o período ditatorial brasileiro.


Leia mais AQUI.

0 comentário(s):

Postar um comentário

Quando a última árvore cair, derrubada; quando o último rio for envenenado; quando o último peixe for pescado, só então nos daremos conta de que dinheiro é coisa que não se come".

(Índios Amazônicos)

Twitter Facebook Google+ Email More