14/02/2015

50 tons X violência sexual/doméstica

Eu não queria falar desse assunto... Mas...

Ai, gente, fico aqui com o meu coração apertado por ver tanta gente confundido BDSM com violência sexual/doméstica.

E eu não estou falando isso somente por causa da galera mais jovem (que parece empolgadíssima pelo assunto que agora veio novamente à tona, por causa do lançamento do filme 50 tons), estou me referindo às pessoas em geral, inclusive meus pares... autores e autoras que estão mergulhando de cabeça nessa área.

CUIDADO, amigxs, para não confundir as coisas... para não confundir a cabeça, sobretudo, dos mais jovens!

Nossa responsabilidade é grande. Muito grande!

Saibam que o BDSM se sustenta em três pilares básicos: ele deve ser sempre SEGURO, SÃO e CON-SEN-SU-AL.

Recomendo a leitura do texto da Jarid Arraes, que está excelente e esclarece uma par de coisas:

"Neste contexto, Cinquenta Tons de Cinza traz uma excelente oportunidade para se debater: o que diferencia o BDSM das diversas formas de violência doméstica? Não praticantes tendem a não entender as diferenças, o que é alarmante, sobretudo para as pessoas que se interessam por conhecer e experimentar o BDSM. Afinal, não compreender as diferenças entre uma prática consensual e segura e uma situação de violência doméstica pode ser muito perigoso."





Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. As pessoas já possuem dificuldades em viver uma vida sadia, normal, ser honesta, honrar e respeitar a outra, imagina com alguém ensinando e divulgando que "pancada de "amor" não dói"!

    ResponderExcluir

Quando a última árvore cair, derrubada; quando o último rio for envenenado; quando o último peixe for pescado, só então nos daremos conta de que dinheiro é coisa que não se come".

(Índios Amazônicos)

Twitter Facebook Google+ Email More